quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O Aqueduto de Pontes (Castro Laboreiro)

Aqueduto de Pontes

Deve-se ao P.e Manuel Joaquim Rodrigues, natural de Pontes e pároco em Castro Laboreiro, a construção deste aqueduto, na década de 40 do século passado. cuja água era captada numa presa (ou ‘pantano’, na terminologia local) situada junto à ponte de Dornas (segundo depoimento de uma habitante local).
É constituído por um canal em pedra aparente, sem talhe e com junta seca, que parte dum maciço em alvenaria e depois percorre, elevado sobre pilares, uma distância aproximada de 60m formando vários tramos em ângulo recto.
No espaço natural em que se insere, o aqueduto sobrepõe-se transversalmente, no sentido nascente/poente, a um caminho de terra batida, definindo um pórtico. 
O cruzeiro-nicho, em pedra ‘à vista’, ladeia o aqueduto junto ao caminho referido e é de pouca altura, assentando numa base granítica quadrangular. Dispõe de pequeno parapeito e, sobre este, um maciço, também granítico e quadrangular, onde se aloja nicho escavado e se insere a cruz. 
As alminhas, localizadas do outro lado do aqueduto, foram lavradas num bloco em pedra aparente sobre base de um degrau e apresentam nicho com cruz relevada.

Aqueduto de Pontes e Alminhas


Extraído de:
- http://acer-pt.org
- DORDIO, Paulo/DGEMN – Aqueduto de Pontes, Cruzeiro e Alminhas, n.º IPA: PT011603020032, 1996. Disponível em WWW: <www.monumentos.pt>.

Sem comentários:

Enviar um comentário